Bolachas de Gengibre | Projecto Natal 2014 (Receita)

 Bolachas de Natal, com gengibre e canela. Sim, a blogosfera está inundada por receitas destas bolachas, mas acreditem, as minhas são especiais – mais que não seja porque têm o meu carimbo, e por isso, super saudáveis e sem açúcares refinados.

 O Natal aproxima-se a passos largos (apressa-te Ana Teresa que os trabalhos da faculdade têm de ser entregues!). Apesar de o meu tempo estar cada vez mais limitado, quando sinto a pressão é que me ocorrem as ideias e, por sinal, as invenções culinárias saem sempre bem. Era bom que esta inspiração se alastrasse aos assuntos académicos pendentes (vamos fazer figas).
Como sempre, a minha vida é sempre feita de coincidências brutais – ainda nem se pensava no Natal, na primeira semana de, e já eu andava de cabeça decidida em fazer bolachas de gengibre. Cozinhei, fotografei, editei, fiz upload das fotografias para um rascunho do blogger e comeram-se as bolachas todas…
E eis que chega dia 1 e  BAM vi a internet ser tomada de assalto por bolachas de gengibre! Fosse eu mais precavida, senão nem aconteciam estas coisas. Mas não há como evitar. E siga a Marinha como se diz!
Só posso dizer que as minhas bolachas além de muitos saborosas, assumidamente com sabores natalícios, apresentam-se numa versão saudável – carimbo Ovelha Negra.
Por ser hoje feriado, saltem do sofá, agarrem em vocês, nas crianças (se for caso disso) ou na bicharada e dediquem-se a umas bolachas tradicionais de outros natais, mas aqui numa versão mais saudável mas tão, tão boa!
Bolachas de gengibre
150g de farinha de trigo integral
70g de amêndoa moída
80g de flocos de aveia moídos
2 colheres de chá de gengibre em pó
1 colher de sobremesa de canela em pó
1 colher de café de noz moscada
70g de manetiga
150g de mel
1 ovo

 

 

 

 

 

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Numa tigela misturam-se os ingredientes secos e abre-se uma cova. Numa outra taça, leva-se o microondas para derreter o mel e a manteiga, até se obter um creme suave.
Na cova feita nos ingredientes secos verte-se o creme de mel e o ovo batido. Envolver muito bem até formar uma massa consistente.
Faz-se uma bola e enrola-se em película aderente. Vai ao frigorífico para arrefecer e ficar maelável, por cerca de 1 hora.

 

 

 

 

Numa superfície enfarinhada trabalha-se metade da massa. Estica-se com o rolo da massa, sempre com atenção à farinha, para que a massa não se pegue à bancada.

 

 

Com as formas desejadas cortam-se as bolachas – os típicos gingerbread men fazem as delícias dos mais novos, mas também as estrelas ou as formas a invocar o Natal. Pode-se sempre ser criativo e cortar umas bolachas simples e carimbá-las – usei estes flocos de neve que vêm nas fotografias (que eram adornos de uns embrulhos do Natal passado [momento El Corte Inglés, pelos embrulhos mais bonitos])

 

Vão ao forno até que fiquem douradas – de início as bolachas vão parecer muito claras e pálidas, mas logo logo ficam douradas. Deixam-se arrefecer sobre uma rede.

Quanto à decoração, optei por polvilhar as bolachas com açúcar fininho. Nas bolachas com os flocos de neve, o efeito fica muito bonito.
 

 

Para os nossos homenzinhos-de-gengibre, nada como manter a tradição: mistura-se algum açúcar fino com umas gotas de água até obter um creme esbranquiçado. Com uma seringa ou com um palito desenham-se uns belos sorrisos.

 

O suave travo a gengibre, o toque do mel, a textura leve – estas bolachas são uma aposta ganha!

 

 Follow A COZINHA DA OVELHA NEGRA
 
  

10 thoughts on “Bolachas de Gengibre | Projecto Natal 2014 (Receita)

  1. Adorooo bolachinhas de gengibre, mas nunca provei 😛 Gosto muito da forma, são mesmo giras! Tenho de fazer, com cuidado para não apanhar uma desilusão 😛 Depois se não gostar deixo para o Pai Natal (que de qualquer maneira tem sido um forreta! haha) 😉
    Faz o contrário 😛 Pode ser que se cozinhares 20 bolos num dia e ficares mesmo stressada te ocorram ideias brilhantes/inspiração para assuntos académicos 😉
    Sou a única pessoa que não consegue agendar posts?! Eu sei fazê-lo, mas é tããão aborrecido que acabo por não fazer logo na altura. E demoro 2h. Por isso é que quando estou mais ocupada não posto durante 2 semanas 😛 Que infelicidade a minha!
    O meu cão não faz bolachas de gengibre. Vou devolvê-lo!
    Mel misturado com manteiga – estranhooo. Sempre que uma receita pede para fazer isso eu acho mesmo esquisito 😛
    Essa bola é HILARIANTE 😀
    Eu reconciliei-me ontem com coisas que precisam de rolo da massa e de "esperar" (no meu caso, levedar). Tenho de fazer pão 😀
    Bem me parecia que reconhecia as formas de algum lado! Nunca vou ao El Corte Inglés, mas são as que usaste nas velas, não são? 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *