Tarte de maçã e noz com caramelo de especiarias

O meu Natal é muito pouco típico. Não há bolo rei, nem sonhos nem tronco – há fatias douradas, torta de cenoura, mousse de chocolate e gelatina.
Mas este ano tenho de juntar à lista de sobremesas esta maravilhosa tarte. Maçã e noz numa simbiose perfeita, à qual se junta um caramelo aromático, elevando-a à perfeição!

Aqui por casa não temos uma tradição muito marcada no que toca ao Natal – tirando as obrigatórias gelatina e mousse para compor os nossos “pijamas” (é o que se chama a um prato com todas as sobremesas disponíveis). Não há bolo rei, ao qual não acho especial piada, não há tronco nem sonhos (só se a minha avó se lembrar de os fazer). Temos então a tradição da torta de cenoura, porventura a torta verde ou ainda baba de camelo.
Não é preciso seguir as opções tradicionais para se ter uma mesa de Natal. As tradições só devem ser seguidas quando já estão enraizadas e são sentidas genuinamente. E por aqui é mais importante garantir que há mousse de chocolate e gelatina, porque essa é a nossa tradição.
Ainda não consigo prever com certeza, mas penso que esta tarte (ou uma versão inventada e/ou adaptada à altura) fará parte da nossa lista incrível de sobremesas natalícias. Não só porque é linda morrer, mas porque é estrondosamente deliciosa!
Há coisa de de uns meses largos, na pressa de desenrascar uma sobremesa para uma jantarada animada, lembrei-me de juntar nozes às maças de uma tarte. E resultou! O creme era de tal forma marcante que nunca mais me saiu da cabeça. E por isso decidi recriar a receita, optando pela minha base caseira de eleição (Thanks Sally’s Baking Addiction for the amazing recipe) e juntando às já muitas maçãs, ainda mais maçãs e o toque final de um caramelo de especiarias.
Estão a prever a decadência que ai vem?
Tarte de maçã e noz
Feita de véspera e refrigerada
Para o recheio:
5 maçãs grandes, descascadas e em pedaços
4 colheres de sopa de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de manteiga vegetal
150g a 200g de miolo de noz picado grosseiramente
Depois de descascadas e cortadas em cubos, carameliza-se a maçã na manteiga e no açúcar até que fique translúcida.
Com um esmagador, desfaz-se a maçã em pedaços mais pequenos, e junta-se o miolo de noz.
Verte-se sobre a base e calca-se bem.

Com uma mandolina ou uma faca afiada, fatiam-se 3 maças, que se dispõem por cima do recheio, em duas ou três camadas, que se intercalam com açúcar amarelo e canela.

Na camada final, polvilha-se novamente com canela e remata-se com cristais de açúcar amarelo.

Enrolam-se os rebordos da massa para dentro da tarteira.
Leva-se a tarte ao forno até que a massa esteja dourada e a maçã mole.

Para o caramelo
8 colheres de sopa de açúcar amarelo
1 colher de café de gengibre em pó
1 colher de café de noz moscada em pós
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de sopa de água
2 colheres de chá de leite de amêndoa
Misturam-se os ingredientes secos com  a água e levam-se ao lume num tacho, mexendo de vez em quando. Assim que começar a caramelizar, junta-se o leite de amêndoa, envolve-se bem e deixa-se levantar fervura.
Desligar e deitar sobre a tarte.
 

 Não há palavras para descrever esta tarte maravilhosa.
Maçã, noz, base crocante e especiarias, uma combinação tão perfeita que nos leva a pensar que porventura será um sonho.Mas não, é real – deliciosa, frutada e tão bonita! Fica bem em qualquer mesa, seja ela de Natal ou não.

Follow A COZINHA DA OVELHA NEGRA
  

12 thoughts on “Tarte de maçã e noz com caramelo de especiarias

    1. Olá Nuno. Não utilizei uma qualidade de maçã em particular, apenas tive em atenção utilizar maçãs mais rijas para a cobertura por serem mais fáceis de fatiar. Quanto ao recheio até se podem aproveitar aquelas maçãs mais maduras e feias que andam há já algum tempo pela fruteira 🙂

  1. Ola. Gosto de cozinha e de cozinhar. Gosto de ler blogs com receitas originais e fáceis para fazer. Parabéns, fiquei fã… já li muitos posts, o meu proximo jantar ca em casa será os bifes de peru com espinafres ☺ beijinhos

  2. O meu natal desde que criei o blog mudou, como pizzas, massas e muitas pipocas. É a verdade! Bacalhau ? mmmmh… nah! Peru assado e cabrito assado da minha mãe vai sempre! eheh
    Adoro bolo rei, quentinho 😀 😀 Deixa-me dizer-te, mas essa tarte está com um aspecto divinal!! Adoro tarte de maça 😀

  3. O "meu" Natal costuma ter bolo rainha (super. bom.), frutos secos, queijo, pão-de-ló, aletria e mexidos (blerg + blerg 😛 ), e mais umas 5 sobremesas variáveis 😉 Este ano tenho pedidos de coisas não-natalícias, tipo tarte de flan, sabe-se lá porquê… Acho que vou passar dois dias seguidos na cozinha 😀
    Nunca comi sonhos nem troncos. Nem fatias douradas nem torta de cenoura. E não gosto de gelatina. Mas essa tarte… oooh essa tarte, vale por tudo 😀
    A sério que se diz "pijamas"? Aprendi uma coisa nova hoje 😛
    O que é a torta verde?! Ohmeudeus, preciso de saber! É salgada? Estraaaanho!
    A gelatina é uma tentativa de alguém "aligeirar" a ceia que resultou melhor do que o esperado? 😛
    Por favor, faz essa tarte no Natal. E guarda o cheiro num frasquinho. E manda-me por correio. Com um daqueles embrulhinhos tipo o porta-velas.
    E já que vais pagar os portes e já (obviamente que não sou eu que pago), manda também uma fatia de tarte.
    Está mesmo muito gira!
    Sally's Baking Addiction é tipo a bíblia dos blogs ingleses 😛
    Esse pacman tem a boca demasiado aberta 😛 Alguém tirou uma fatia a mais! Lambona 😛
    Essa massa parece mesmo boa de trabalhar 😀
    NÃO ME DIGAS que descascaste as nozes todas! (ou… o cesto é para decoração? 😛 )
    Se descascaste, aceita por favor o cargo de minha avó. 😉
    "com um esmagador" HILARIANTE 🙂
    A fotografia antes da receita do caramelo está mesmo engraçada! Parece uma pá a escavar a tarte (ou prestes a atirá-la para cima de alguém 😛 )

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *