Tarte de maçã

Se tivesse de escolher qual a minha sobremesa favorita, sem sombra de dúvidas escolhia as tartes. Agora escolher qual o sabor da tarte, isso já é uma escolha impossível!

Pelas tartes sinto uma verdadeira adoração. Deve ser pela sua simplicidade de confecção, que se reflecte no seu sabor, tão tradicional, mesmo rústico, mas aquele sabor que perdura e que nos transporta para o conforto da nossa casa.
Melhor ainda é quando temos a certeza da origem dos ingredientes com que cozinhamos. Para esta tarte tive apenas de descer as escadas e ir ao meu quintal apanhar umas maçãs. Mais ácidas e com um aspecto tosco, mas cheias de sabor. Só por serem caseiras as maçãs, ainda melhor ficou a tarte!
Tarte de Maçã

Pré-aquecer o forno a 200ºC
Massa
(rende 2 bases)
315g de farinha com fermento
1 colher de chá de sal
240g de manteiga
160ml de água gelada 
 
Começa-se por misturar a farinha com o sal. Junta-se a manteiga partida em cubos, e com um garfo, vai-se desfazendo com a farinha, até que fiquem apenas uns. Gradualmente, junta-se a água e vai-se mexendo até obter uma massa homogénea.
Dividir a massa, e levar ao frigorífico por cerca de 2 horas (podem fazer a massa de véspera, que ao arrefecer trabalha-se muito bem).

Recheio

4 maçãs
4 colheres de sopa de açúcar amarelo
2 colheres de sopa rasas de canela
1 colher de sobremesa de noz moscada
1 colher de chá de gengibre em pó

Depois de descascadas, partem-se as maçãs em pedaços pequenos. Numa taça, misturam-se com o açúcar e as especiarias.

 Estende-se a massa numa tarteira e recheia-se.

Estende-se mais um pouco de massa, e cortam-se tiras do mesmo tamanho e largura, que se interlaçam sobre a massa, criando o rendilhado tão típico destas “pies”.
Enrolar as pontas sobrantes com o excesso da massa, no sentido ascendente, que fique com a altura de um dedo.
Levar a tarte ao forno, com o calor por cima e por baixo, com a ventoinha ligada, por cerca de 20 minutos. Retirar de imediato do forno, polvilhar com açúcar mascavado e deixar arrefecer.

Nada melhor do que uma tarte caseira para aquecer os nossos corações numa tarde de Outono!

11 thoughts on “Tarte de maçã

  1. Ter uma macieira no quintal não tem preço, né? Minha avó tinha um pomar na casa dela, era um tesouro!! Hoje em dia, aqui onde moro, está cada vez mais difícil ter um espaço assim! Adorei a receita!
    Beijos e uma abençoada semana pra você! =)

  2. Adoro esse aspeto caseiro de tartes, e nem vou sequer falar novamente sobre o cheiro das tartes ao parapeito 😛
    …PACMAN! (+ rotação de 180 graus.)
    Ando a gostar dos teus cozinhados-pacman 😉
    OH essa fotografia da massa com farinha! Apetece tanto tocar, parece tão molinha!
    Acho que na terceira foto na parte do "recheio" alguma base de tarte recebeu uma espécie de iluminação divina 😉
    Na fotografia da maçã descascada preciso de uma ajudinha, que essa maçã aí em cima está a tapar. É um "e" maiúsculo à máquina ou alguém de cadeira de rodas? 😛
    Hahaha estava aí a olhar para uma foto e a pensar "o que é que é este frasquinho esquisito com tampa vermelha? Oh, espera, com DUAS tampas vermelhas! :O Esquece. É um rolo da massa."
    Descascador estranhooo 😛 O meu é diferente, tipo um pauzinho com uma coisa meia na perpendicular para descascar (grande explicação, eu sei.).
    Adoro maçãs ácidas. E caseiras. E entartadas (vá lá, diz-me que existe :P)
    Alguém já te disse que tinhas um forno muito bonito? 😉 (tens algum míssil escondido na parte de trás da grade do ventilador? Hmmm…)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *