A Ovelha Negra

Desde muito cedo que descobri o quão feliz sou dentro de uma cozinha. De uma brincadeira para quebrar a monotonia de um Curso de Direito, nasceu o Blog A cozinha da Ovelha Negra, e desde então posso afirmar que a minha vida nunca mais foi a mesma.
Do mundo dos blogs para o mundo dos workshops, sou exemplo do que o trabalho e dedicação trazem frutos quando menos se espera.
Adoro desafios! E para mim cozinhar e criar não é um bicho de sete cabeças. Não há receitas proibidas n’ A Cozinha da Ovelha Negra, apenas muito sabor! Que interessa se tem kilos de manteiga ou apenas verdes? O mundo todo cabe aqui!
Desde o primeiro dia na Academia Time Out, levo para os meus workshosp a intensidade de quem, mais do que tudo, adora cozinhar e comer, sem regras e restrições. Estou encarregue dos Masterkids (Workshops de Cozinha para crianças), Workshops de Pastelaria e tantos outros.
Todos podem cozinhar! Aceitam o desafio?

6 thoughts on “A Ovelha Negra

  1. Viva Teresa!
    Descobri o seu site/blog por acaso e adorei tudo o que publicou. Há alguma forma de receber as suas ideias e sugestões por email?
    Obrigada e 1 beijinho,
    Maria Guimaraes

    1. Olá Maria! Muito obrigada 🙂
      Estou a ver se em breve disponibilizo uma newsletter. Mas vou ver se antes coloco aqui a caixinha para a subscrição por email.
      Um beijinho
      Teresa

  2. Olá Teresa,

    Adoro o teu blog. Para além de apreciar as tuas ideias, sugestões e receitas, variadas e sempre num registo de o mais saudável possível, adoro as tuas fotografias. Peço desculpa se estou a abusar, mas gostava de saber se tiraste algum curso de fotografia e que máquina usas.
    Obrigada por partilhares connosco um bocadinho da tua vida através do blog e que venham muitos mais post de “A Ovelha Negra”.

    Beijinhos,
    Micaela

    1. Olá Micaela,
      muito obrigada! Faço tudo para que o que coloco no blog seja também do vosso agrado.
      E não é abuso nenhum! Eu não tenho nenhum curso, mas sem dúvida é algo que gostava de fazer. O que comecei a fazer foi praticar, praticar muito e muito, ver outros blogs e fotografias que me inspirassem e tentei imitar (é mesmo a realidade, porque mesmo que não fiquem as fotografias iguais, o nosso sentido estético vai-se apurando).
      Em relação à máquina, eu utilizo uma Nikon d3200 com uma lente de 50mm. Não sei se já tens uma máquina fotográfica, mas o meu conselho é o mesmo que me deram quando comecei: tenta aproveitar e explorar a tua máquina ao máximo, retira todas as potencialidades dela, e se de facto a fotografia é algo que te apaixona, investe numa boa máquina, mas ainda mais importante, numa boa lente (a 50mm é a ideal para comida)
      Obrigada eu por estares desse lado 🙂
      Um beijinho

Responder a Claudia Astrini Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *