Frappé de café [sem lactose]

A bebida que vemos as fashionistas passear juntamente com os seus outfits mais trendy, com muito gelo e café, o frappé chama por dias mais solarengos e compridos.
 E está à curta distância que vos separa da vossa cozinha, sem viagens mais longas às lojas americanas de café.

“Em Roma, sê romano”. A mesma premissa aplica-se a qualquer outra cidade ou comunidade com hábitos mais vincados. Se por cá o hábito é o da bica, a do cafézinho a meio da manhã ou depois de almoço, pelos EUA, bicas nem vê-las – apenas grandes copos cheios de café aguado, e muitas vezes acompanhado por leite, natas, xaropes sinistros e muito açúcar. E acreditem, o hábito entranha-se e não há volta a dar, tanto que até eu, amante incondicional de uma bica, me rendi enquanto por lá, a andar com o copo de café na mão.
Quando o Starbucks chegou a Portugal, corri literalmente para um, para beber uma latte, cheia de caramelo. Fiquei mal disposta – pudera, leite de vaca e eu não vamos muito bem. Mas não resisto, ando sempre a sonhar com o copo de “café” na minha mão (encarem isto como uma tentativa de parecer cool e estar na moda; é o copo de café e o telemóvel)
Num outro dia de calor, depois de uma aula aborrecida, peguei em mim e fui ao starbucks, e pedi um frapé. Os primeiros golos souberam-me tão bem, qual gelado de café. Quando ia a meio do copo já me sentia a rebentar, a não aguentar mais, não pela quantidade absurda de bebida, mas antes pelo facto de me ter esquecido de pedir leite e soja… Nunca mais! O corpo habitua-se, e por muito que quisesse, já não posso beber nada com leite de vaca.
Paciência! Poupo na carteira, e assim faço frapés em casa, à minha medida, sabendo exactamente aquilo que lhe coloco.
E para verem o quão fácil que é, a receita vem de uma maneira diferente. Ora vejam!

 

Consoante sejam fãs de bebidas mais doces, adicionem mais xarope de ácer.

O mesmo pode ser substituído por açúcar, mel, xarope de agave…
É mesmo assim, tão simples!

Follow A COZINHA DA OVELHA NEGRA
  

3 thoughts on “Frappé de café [sem lactose]

  1. Uma receita tão simples e que vai dar tanto jeito 🙂 estou maravilhada com estas tuas partilhas e — sobretudo — com as tuas fotografias! Estão tão dignas de revista Teresa!

    Assim que o calorzinho volte vou apostar num frappé de café caseiro!

    Um beijinho
    Sara Cabido | Little Tiny Pieces of Me

  2. Eu ando TÃO viciada neste tipo de cafés gelados! Mas o meu leva banana (sim, já sei, tu odeias :P) congelada… Que bom!
    Nunca bebi nada no starbucks, nem tenho nenhum por perto sequer. Ia-me queixar, mas agora abriu uma loja de llao llao «perto» de onde eu vivo e é tudo o que eu sempre sonhei (sem exageros, claro :P). Quando acabar o whole vou lá experimentar, nunca provei do deles! 🙂 Não me posso queixar muito… 😛
    O teu café parece delicioso, também vou ter de experimentar desta maneira 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *