Linha do Tua

Linha do Tua

Para começar uma serie de posts com as fotografias do meu intrarail, escolhi a beleza natural do Douro, que tão bem se desfruta pelo passeio da Linha do Tua

Preparem-se para uma viagem longa, lenta mas deliciosa, com a promessa
de um passeio com vista sob o Douro, num comboio que pára em todas as estações e
apeadeiros, pequenas paragens no meio de nenhures mas em que sempre entra
alguém.
Aguarda-vos cerca de 1 hora de
caminho, por entre paisagem verdejante e rasgos de aldeias e rio, até que por
fim, a linha se aproxima do rio, e nunca mais o larga, e toda a viagem é feita
com o Douro pela direita.
A paisagem é desconcertante, de
tão grandiosa e bela; e o tempo nublado apenas envolve o passeio numa mística
especial.
Comboios, rio, natureza, ar puro e paz interior. 
Follow A COZINHA DA OVELHA NEGRA


5 thoughts on “Linha do Tua

  1. Que viagem a tua!
    (lamento, mas alguém tinha de fazer esta piada… 😛 )
    Adoro livros antigos, já meio a cheirar a podre (sem exageros, está bem?) e amarelados 🙂 A Alice Vieira entendeu isto como livros amarelos com cheiro a banana (podre?), mas isso NÃO era o que eu queria dizer.
    Hah deve ser estranho ser captado numa fotografia alheia. Tipo "ah, vou dar uma vista de olhos num blog que por acaso acontece de ter um post inteiro com fotografias de uma viagem com a qual eu por acaso me cruzei recentemente. OLHA, EU!" 😉
    Estou a ver aí uma mão refletida 😛
    Sabes o que é que é assustador? A casa de banho dos comboios. Da primeira vez que lá fui, além de parecer que estava numa cápsula isolada de toda a humanidade e lançada com direção a outro planeta (a casa de banho ia dar jeito), o autoclismo assustou-me imenso e fez um basqueiro ENORME. Até saí assim meio de fininho a ver se ninguém reparava e depois quando alguém foi à casa de banho inseri suavemente e de forma completamente discreta o tema "O autoclismo é estranho, huh?" para ver se era normal. Não era.
    (estou a brincar, era. Não quero que ligues estragar o autoclismo da casa de banho de um comboio com a minha identidade 😛 )
    Olha "espigas" (lamento se não forem realmente espigas, não tenho jeito para a coisa) 😀 POR FAVOR, diz-me que as puseste no canto da boca, vestiste um macacão de ganga e falaste à campónio. Por favoooor 😛
    Amontoado de casas hilariante 😀
    As montanhas vão dar um beijinho 😛
    A água está mesmo gira, parece papel de alumínio enrodilhado! (porque é que. o papel. de alumínio. enrodilha. sempre?!)
    Estão aí uns ramos que parecem uma libelinha gigante!
    Reflexo hilariante 🙂
    O que é isso à beira dos carris? Porque para mim parece-me… Um cachorro quente infinito! 😀
    Esse barril a dizer "tua" pode causar problemas de posse…
    (pronto, vou tentar que não haja uma terceira)
    A casa está adorável, parece aquela que eu queria fazer com pauzinhos de gelado mas que nunca acabei porque tinha preguiça de
    1- a fazer
    2- lavar os pauzinhos de gelado
    😛
    Pedrinhas! ADORO Arrancá-las dos buraquinhos das sapatilhas 🙂
    Hah, essa plataforma oarece que flutua 🙂
    Ar pensativo 🙂
    Plataforma (pensativa? 😛 ) 🙂
    Tua! (estou a conter-me…)
    Olha um mini poste zebra 🙂 Ou poste freira 🙂 Ou poste pinguim 🙂 Ou poste Charlot 🙂 Ou poste passadeira 🙂 Ou poste parede pintada de preto e branco 🙂
    (confesso que nesta última me falhou a imaginação 😛 )
    Que "estradão" giro, adoro andar em coisas assim 🙂
    Que paragem moderna, até dá gosto 😛
    Acabei de descobrir que UM COMBOIO É UMA LANTERNA GIGANTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *