Pizza de couve-flor

 

Se esta (outra) pizza saudável agradar tanto como a minha adorada pizza de courgette, vai ser a revolução das vossas cozinhas nos próximos tempos!

O original da pizza saudável (diga-se, a de courgette) é feito de couve flor. Ora, eu não gosto de couve flor. Nada mesmo, destesto a dita couve – a par das couves de bruxelas, são as únicas couves que não como (e olhem que eu adoro couves).
Então se não gostas de couve-flor ‘por que raio’ foste tu fazer uma pizza com ela? Pois, essa é uma questão interessante. Adoro testar coisas novas, experimentar tudo e mais alguma coisa – e se fui inventiva o suficiente para testar e criar uma pizza com base de courgette, porque não experimentar a “original”?
Desta incursão-culinária-com-ingredientes-que-detesto, retirei as seguintes conclusões:
1 – A pizza saudável dá mais trabalho que uma pizza normal mas ainda assim é uma boa opção;
2 – A textura da pizza de couve flor não difere muito da textura da pizza de courgette
3 – Gosto mais da pizza de courgette
4 – Continuo a detestar couve-flor
Dito isto, acho que o melhor é experimentar. Claro que comi a minha parte da pizza, porque desperdiçar comida não é opção cá em casa, e com os ingredientes que lhe coloquei por cima, a pizza até se deixou comer.
Mas quem é indiferente à couve-flor, e provou esta pizza, diz que é uma das melhore coisas de sempre. Sugiro então que lancem mãos à obra e neste fim de semana transformem as vossas cozinhas em autênticos campos de batalha, para testar e (a)provar esta solução bem trabalhosa, mas tão saudável e deliciosa.

Pizza de Couve-Flor
1 Couve-flor
2 Ovos
1 Chávena de queijo ralado ou triturado
Alho em pó
Orégãos
Sal e pimenta

Pré aquecer o forno a 200ºC
Cortar os raminhos da couve-flor e triturar – na picadora,
na 1-2-3, no robot de cozinha. Colocar o produto triturado numa toalha,
espremer bem, para que saia a maior parte da água.
Tritura-se o queijo e junta-se à couve-flor. Misturam-se o
resto dos ingredientes e mexe-se bem;
Num tabuleiro forrado com papel vegetal, dispõe-se a massa,
na forma desejada, calcando bem – a massa não cresce, por isso podem fazê-la
mais fininha ou mais alta
Levar ao forno até que fique dourada.
Como é uma Pizza normal – apenas mais saudável – podem
colocar-lhe tudo o que queiram. Eu optei , no meu lado da pizza, por molho de tomate caseiro, rúcula,
pimentos verde e vermelho, cebola, mozarela, tomate fresco. Do outro lado, o lado da minha irmã, os ingredientes são os mesmos, menos a rúcula (que ela não gosta), e a adição de cogumelos e fiambre.

7 thoughts on “Pizza de couve-flor

  1. Fiquei mesmo surpreendida a ler isto no feed 😛 Eu: "Ei, a rapariga está maluca!" 😛
    Já tentei fazer uma gez, não correu muito bem. Também não sou muuuuito fã de couve-flor- tem uma textura estranha e um sabor estranho também. Bróculos são muito melhores…
    Estas pizzas ficam com um aspeto muito agradável, fininhas e crocantes 🙂
    Essa divisão não está um bocado estranha? A tua metade parece mais 1/3! Que injustiça! hahaha 🙂
    Cortas o papel vegetal também? Estraaaanho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *