Muffins de maçã e noz-moscada

Ora chove, ora faz sol e um pouco de calor, ou as temperaturas baixam e já se está bem de casaco. Estamos no Outono, a minha estação favorita, e que este mês vai dar tema a mais um desafio de “Há vida para além da massa de atum”.

Tenho de confessar que o que mais gosto no Outono são as infinitas possibilidades de estilo que ele me trás. Sim, sou uma gaja que gosta muito de roupa e dessas coisas. Além de no Outono não ser atacada pelas alergias tão típicas das meias estações (bahh Primavera), temos um equilíbrio (cada vez mais desequilibrado) entre frio e calor, e quase tudo é permitido (menos vestidos de verão com galochas, ok?). E os meus chapéus podem sair (os meus 3 bonitos e estilosos chapéus). Tenho montes de sapatos para a época, e ainda as galochas mais cool de sempre.
´
“Bolas, que miúda mais superficial” pensam vocês. Pronto, pronto, confesso que não gosto só do Outono porque as minhas opções de “estilo” são muito mais abrangentes. Gosto dos cheiros, dos ingredientes, dos dias mais curtos, das cores com que se pintam as ruas… E da temperatura – sim, eu detesto o Verão e o calor.
Embora ligue o forno durante o ano inteiro (baker que é baker não quer saber se estão 40º graus na rua, desde que esteja a fazer o que mais gosta), no Outono parece que a nossa atenção se foca mais neste nosso grande amigo, que permite tanto. Saem não só sobremesas, mas muitos assados, sejam carnes, peixes ou legumes. O forno torna a nossa vida mais simples (isso e a batedeira eléctrica).
Do último desafio saiu como vencedora a Susana do blog “Basta Cheio”, e estávamos ansiosas (eu e a Vânia) com o tema que ela iria escolher. E quando ela nos diz: ” Para este desafio quero sobremesas de Outono”, toda eu rejubilei. Se faço e gosto de sobremesas leves e frescas (para comer no inverno, para combinar com o frio que faz e essas coisas [eu e gelados só no frio]), as mais complexas e que nos levam para outros lados são mesmo as adequadas ao Outono.
Por isso, bloggers de Portugal (bem, pelo menos aqueles que nos seguem), não faltem à chamada.
As regras estão sítio do costume. O blog anfitrião é o “Coisas e Coisinhas”.
Vemos tantas sobremesas bonitas por aí que às vezes apetece ir comentar “trás essa receita para o nosso desafio” – acho que seria uma estratégia pouco correcta. Queremos que parta de vós a vontade de se juntarem a nós.
Ficamos à vossa espera!
A Susana do Basta Cheio trouxe-nos este inesperado soufflé de diospiro que está neste momento a fazer-me repensar a minha relação com os dióspiros (só gosto daqueles rijos, que parecem maçãs)
Não se esqueçam de passar pela cozinha do Coisas e Coisinhas para ver que proposta doce e outonal temos para este maravilhoso desafio.
 
A receita que trago são uns Muffins de maçã. Em quase 1 ano de blog nunca tinha publicado nenhuma receita deste género, embora, curiosamente, seja recorrente fazer umas fornadas destes  fofos muffins. A receita que uso é a mais infalível e perfeita de todas.
Não tenho muitos livros de cozinha meus, mas o que tenho são os que mais inspiram, e que me fazem acreditar que um dia vou ser eu a ter e escrever um livro daqueles.
A receita é do livro “Muffins”, do Le Cordon Bleu, e sofreu algumas alterações
Muffins de maçã
Ingredientes:
3 maçãs verdes (ou 6 pequenas), descascadas e cortadas em pedaços pequenos
225g de farinha com fermento
150g de farinha sem fermento
1 1/2 colher de sopa de fermento em pó
3 colheres de chá de canela
2 colheres de chá de noz moscada
2 colheres de sopa de açúcar amarelo
150g de manteiga
4 colheres de sopa de mel
2 ovos
170ml de leite de amêndoa
 

Pré-aquecer o forno a 200ºC

Numa taça larga, misturam-se as farinhas, a canela, a noz moscada e o fermento – mexe-se bem, e abre-se uma cova no meio.
Numa taça, junta-se a manteiga, o mel e o açúcar, e leva-se ao microondas para derreter, até formar uma mistura homogénea. Noutra taça, batem-se ligeiramente os ovos com o leite. Descascam-se e cortam-se as maças em pedaços pequenos
De uma só vez, vertem-se estas duas misturas e a maçã na cova que se abriu nos ingredientes secos. Com uma colher de metal, envolve-se a mistura, mas não demasiado – a massa deverá ficar com grumos.
Enchem-se as formas de papel até 3/4. Polvilha-se com canela, e levam-se ao forno, durante uns 15 minutos.
Deixam-se repousar num prato ou numa rede, por 10 minutos.

Absolutamente versáteis, podem ser um pequeno almoço aromático, a sobremesa que remata um almoço fantástico ou a tentação que acompanha o café do meio da tarde – ou então todas essas coisas, durante o mesmo dia, que já caminhamos para  o Inverno e temos de armazenar alguma coisa para o período da hibernação 😉

15 thoughts on “Muffins de maçã e noz-moscada

  1. Vou comer sem parar esse tabuleiro de muffins!!! Queroooo 😀 hehehe Uma delícia Tekas, daquelas sugestões bem a meu gosto, já sabes bem 😉
    Quanto ao resto, também adoro o Outono…e sim, também o adoro por causa da roupa´, é sem dúvida alguma a estação com mais estilo 😛 hehehe (só não percebi a parte de vestidos de verão com galochas não…qual é o problema hein?! Eu gosto 😛 lolol)
    E não são só as minhas fotos que estão todas giras, como tu dizes… as tuas estão um es-pan-to!!! 😀

  2. De facto gostei muito da oportunidade de participar no vosso Passatempo, e claro que tema tinha de passar por docinhhos.!!!Fico contente que tenham gostado. 🙂
    A maça é um fruto intemporal, mas no Outuno parece que sabe ainda melhor explora-lo das formas mais diversas, e estes teus queques são um excelente exemplo disso! Excelente aspecto! 🙂

    Bjinhos

  3. Que bem,
    gosto de tudo,
    da receita da Susana, com diospiro,
    da tua receita de muffins com maçã perfeitra para o Outono
    e de pensar em cachecois e botas e coisas da moda que nem ligo muito mas adoro.
    Um beijinho.

  4. Seus Muffins ficaram lindos!!! Estou te seguindo para não perder nada!!! Também tenho um blog de comidinhas, quando tiver um tempinho apareça!!! Beijinhos

  5. Siiim gosto mais deste desafio 😀
    Acho que só comi dióspiros uma vez, e não foi muito agradável. Eu adorava maganórios/ nêsperas, e queria pedir ao meu pai (tinha 10 anos ou assim), mas não sabia o nome, por isso disse «acho que começa por… hmmm… m?» e o meu pai (a minha família é muito boa com letras) disse: «dióspiros?» e e respondi que sim (também somos muito bons com nomes).
    (não fiques a pensar que somos analfabetos ou assim, é só que às vezes associam-se duas letras por causa do contexto :P)
    Pronto, depois basicamente comi dióspiros, que só me lembro que eram parecidos com tomate, e achei horrível.
    Quanto ao outono, gosto dele porque é fresquinho, é agradável ver televisão com um cobertor, é giro ouvir a chuva lá fora e nunca está calor demais para correr. Por outro lado, está frio e chuva demais para correr (não se pode ter tudo 😛 ), ODEIO roupa molhada da chuva (só de pensar na impressão que faz!), é horrível sair do banho (apesar de a minha casa de banho ter um chão com aquecimento extremamente fixe)e não gosto nada de usar calças (é muito mais confortável usar calções).
    Essa foto da manteiga com mel… Há alguma coisa de muito errado nessa foto de manteiga com mel…
    O teu ovo tem um sorriso maquiavélico.
    E… o que é que é essa bolinha castanha no ralador? Parece uma batata 😛
    Pões as formas de muffins sem nenhum suporte? Comigo não resulta, ficam espalmados, tenho de por sempre no tabuleiro.
    Tanto os queques como o souflé parecem maravilhosos 🙂

    1. Avelã, és a minha seguidora e comentadora mais atenta e a que me faz rir sempre – és bem perspicaz!
      Compreendo perfeitamente – existem dinâmicas familiares muito próprias, nós cá em casa não somos excepção.
      Ora bem, a batata é uma noz moscada – ralo-a fresca sempre. Aquele ovo era um ovo maquiavélico muaahahah E ias-te espantar com a combinação do mel, manteiga e açúcar (segredo segredo, provei uma colher e jesus, é fantástico).
      Quanto às formas dos queques, fiz realmente essa asneira de não usar um suporte – safaram-se uns que me lembrei de reforçar com as formas de silicone. Já tenho na lista a compra de um tabuleiro à maneira

  6. Esta receita dá para fazer só com farinha com fermento? Tipo 375gr de farinha com fermento? E o leite pode ser normal? Queria fazer a receita mas só há farinha com fermento e leite normal cá em casa
    Thanks 🙂

    1. Olá Anna 🙂 Apesar de nunca ter feito, penso que não haverá problema – nesse caso, tem atenção em omitir o fermento em pó que está na lista de ingredientes. Quanto ao leite, claro! Esta é uma receita adaptada, sendo que a original se faz com leite de vaca.
      Bons cozinhados, e depois quero saber como correu!

    2. Já acabei de fazer os meus! Tirei lhes umas fotos mas parecem castanhos, devo ter posto noz moscada ou canela a mais, e de textura acho que ficaram mais assim daqueles que se pegam aos dentes (tipo brownies talvez) mas pronto para primeira vez não está mau 🙂 Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *